Somos uma breve aragem na história do universo.
Para o planeta Terra é uma comichão que passa. E o Universo, esse nem sabe que existimos.

O planeta onde vivemos é recente, mas se a vida do planeta fosse um ano, o Homem representava um minuto.

Ter a mania que vamos “salvar” o planeta, é dum pretensiosismo sem tamanho.
O que andamos a tentar fazer é adiar algum tempo a extinção da espécie, antes de desaparecermos da superfície da Terra. Essa vai continuar, e outros ‘homens’ aparecerão e desaparecerão depois de nós.

Perante a força da natureza, somos nada com os nossos canhões e fraco poder.