quando se vê o frenesim mediático por causa dos 800 mortos causados pelo coronavirus no mundo todo
ter os pés na terra é pensar que só no ano passado em Portugal morreram 3300 pessoas com gripe comum, e isso não mereceu um minuto de televisão