E as pessoas não existem