Não fossem os carros e Lisboa pareceria quase abandonada. Até os sons estão sozinhos.