que mais há para dizer?

passo por esta rua
como por estes minutos
que se dissipam em coisa nenhuma

passam e nada fica
nem sonhos, nem castelos de areia

só um cansanço imenso
de existir