Quando é que a publicidade me começou a tratar por tu?

E será que a Bayer ainda se preocupa com a minha vida social?

7 comments on “Quando é que a publicidade me começou a tratar por tu?

  • Anónimo says:

    Finalmente tens um template em condições! Giro e moderno.

  • Anónimo says:

    Este wordpress dá-me cabo dos nervos. Pronto, comentário feito — a ver vamos.
    O lá de cima também é meu.

  • Carla says:

    Desisto!
    Se o teu objectivo é não ter comentários, és capaz de o alcançar com facilidade.

    • luis0rodrigues says:

      Carla, diz isso quem acabou de deixar três :D, e obrigado.

      • Carla says:

        Sabes que os malucos não são conhecidos por largarem das coisas facilmente. 😀

        Não me agradeças, dá-me 10 euros.

  • Bons tempos. Agora estão numa de apelo aos sentidos e aos sentimentos. Adoro o “beija felicidade” da Coca-Cola. Que coisa sem lógica.

    • luis0rodrigues says:

      Luis, A publicidade (e não só) faz apelo ao que for preciso, escrúpulos só na medida em que possa parecer mal. Nada melhor que manipulação emocional para nos leveraem a fazer o que querem.

      No facebook o que está na moda são os videos em que na imagem não se vê nada de especial, mas o titulo diz uma coisa do género ‘nem imaginas o que acontece no final’.

Comentário (nome, etc, é opcional)