de tanto morrer, acho que estou condenado a viver