2 thoughts on “Possuir-te não porque te deseje mas porque te quero”

Leave a Reply to Luis Rodrigues Cancel reply