Perdidos e achados

Todos os amores que já tive

não sei que lhes fiz.

Talvez no departamento das canções perdidas.

9 comments on “Perdidos e achados

  • angela says:

    mostras os videos e quem entra não só fica a perceber essas caras (que caras são?) como depois não quer outra coisa senão ficar aí contigo, a ouvi-los. 🙂

  • Cerejinha says:

    E para quê catalogá-los?Tiveram a sua importancia, com certeza; devem ter deixado marcas, sem dúvida, mas ainda importam?

  • gostava de acreditar que não, mas há pessoas a quem ainda lhes está a crescer o espírito e a quem não adianta mostrar vídeos…sobre as caras, deixo à tua imaginação 😉

  • não sei cerejinha, tudo isto é muito confuso. é mais fácil falar e sentir o presente. agora do que viveste só te resta a lembrança do sentimento, que não tem nada a ver com o que se sentiu. a memória é uma mentirosa.

  • A estranha says:

    Os meus também andam por lá… Ainda no outro dia recebi uma conta para pagar o armazenamento… 🙂

Comentário (nome, etc, é opcional)