Esfregona

Disse Romualda Fernandes, deputada e negra, depois de ser eleita:

«A partir de agora nós, mulheres negras, cada vez que olharmos para a escadaria da Assembleia da República não nos iremos ver apenas com baldes e esfregonas para limpar: estamos lá dentro, temos voz e podemos sonhar.»

O que me grita nesta frase como regra imutável da vida é que as esfregonas por norma não têm voz nem podem sonhar.

Pouco me alegra que neste parlamento tenham estado três mulheres negras com voz e sonhos. Porque para a grande maioria, ao nascer mulher e negra terá como destino um balde e esfregona.

A alegria virá no dia em que voz e sonhos não sejam privilégio de poucos, e as esfregonas deste mundo sejam tudo o que podem ser.

às vezes o som é-me demasiado barulho

Bill EvansSymbiosis_ IIa. Largo - Andante - Maestoso - Largo

relendo a tabacaria numa manhã de invermo

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

...

A aprendizagem que me deram,
Desci dela pela janela das traseiras da casa.
Fui até ao campo com grandes propósitos.
Mas lá encontrei só ervas e árvores,
E quando havia gente era igual à outra.
Saio da janela, sento-me numa cadeira. Em que hei-de pensar?

...

Escravos cardíacos das estrelas,
Conquistámos todo o mundo antes de nos levantar da cama;
Mas acordámos e ele é opaco,
Levantámo-nos e ele é alheio,
Saímos de casa e ele é a terra inteira,
Mais o sistema solar e a Via Láctea e o Indefinido.

...

Depois deito-me para trás na cadeira
E continuo fumando.
Enquanto o Destino mo conceder, continuarei fumando.

(Se eu casasse com a filha da minha lavadeira
Talvez fosse feliz.)
Visto isto, levanto-me da cadeira. Vou à janela.

Radio MacauAcordar

mais coisas que não percebo

normalizou-se a ideia que os debates e eleições são um combate de boxe ou na melhor das hipóteses um jogo de xadrez

no final dos combates dá-se pontos e o que conseguiu deitar abaixo o inimigo é declarado vencedor

na verdade até aquela conjectura que aquilo serve para escolher quem pensa como nós, é torta como um prego torto

o principio da democracia representativa, é que os eleitos representam quem os elegeu, e votam em seu nome

em vez de nós os ouvirmos, não deveriam eles ouvir-nos a nós de modo a nos poderem representar?