4 thoughts on “Os demónios interiores são os piores”

  1. Os demónios não são sempre interiores?
    Mesmo os que têm uma face visível e palpável, claro.

    Os demónios, tal como os deuses, não corresponderão a uma forma de “materialização” ou “objectificação” das sensações e emoções?

    O demónio não é um conceito a que nós temos tendência a atribuir uma figura com semelhanças com os humanos?

    Reparo que fiz três perguntas…

  2. Luis Rodrigues

    1. Há claramente demónios exteriores, com os quais se pode lutar ou mesmo ignorar.

    2. Isso acontece quando os exteriores se reflectem em interiores. E pode não acontecer, Há muitos que ignorei e já esqueci e eles continuam lá, existentes.

    3. Desta vez não concordo com quase nada 🙂 Há os vagos, informes e indescritíveis. Quando mais assim mais difíceis de combater.

Comentário (nome, etc, é opcional)