Mudar de vida

Agora ouço muito o ‘isto vai fazer mudar muita coisa’ que vem da ânsia de um D.Sebastião futuro e redentor.
O marketing sabe-o e por isso toda a treta é revolucionária e ‘game changer’.

Não espanta que cada dia seja como antes.

As circunstâncias pessoais podem-se alterar mas o jogo é sempre o mesmo e nunca muda.
E para não mudar é importante criar a ilusão que vai mudar.

8 comments on “Mudar de vida

  • Isabel Pires says:

    “a única maneira de teres sensações novas é construíres-te uma alma nova”

  • Kina says:

    Já dizia o outro, sabiamente, que é preciso que alguma coisa mude para que tudo fique na mesma. Nada como uma bela pandemia para que coisa alguma se altere.

    • Luis says:

      Nos meus tempos de bom rapaz tinha uma esferovite de alto a baixo do corredor onde punha coisas.
      Esteve lá escrito muito tempo: Não basta mudar as moscas

  • Luis says:

    cerejas: fui ver quem tinha dito a cena do é preciso mudar para que fique tudo na mesma. Lampedusa. Que escreveu o Leopardo. Que é um filme do Visconti. Que de certeza tenho para aí no meio dos meus filmes. E eis a razão da escolha do filme que vou rever agora.

  • Isabel Pires says:

    (Queria deixar a resposta no sítio mais certo, a seguir ao que me respondeste, mas não dá; não está a funcionar (?))

    No meu caso, há pouco fascínio pelo novo associado à vontade/necessidade de mudança, quando ela existe.
    É mais uma questão prática, mesmo quando não se trata de algo prático, e de compromisso comigo.
    Para mim tem sentido fazer para mudar o que não quero, perdendo o que houver para perder, na expectativa de construir algo mais compatível com o que me faz sentir bem.

    A questão do “isto vai fazer mudar…”, qualquer que seja o “isto” a que te referes, é uma ilusão.

Comentário (nome, etc, é opcional)