Ser usado por conveniência não é ser relevante.

É economicamente, mas não é felizmente.

Não sei, nem quero, escrever mais.