Heathrow

Muito além, depois das casas, o último
marinheiro continua sentado.
Os seus cabelos são brancos, pouco a pouco.

Aqui, tudo se resume a algumas tâmaras que
secaram ao sol,
longe do orvalho,
das fontes que pareciam nascer de um olhar
turvo sobre a sede da terra.

Lembro-me sempre de ti.

Andrew Salgado

2 comments on “Heathrow

  • Inconfessável says:

    É tão bonito, Luís.
    Não me canso de reler.
    Não sou capaz, agora, de dizer mais nada

Leave a Reply to Inconfessável Cancel reply