de sair à rua e não haver rua. Depois caminhava ao longo de rua nenhuma e os passos fugiam
abandonam-me ali

e porque haveria de haver ruas ou sítios onde há ruas?
porque há-de haver rugas e cachecóis e cabelo? O trabalho de pensar isso tudo.

Rectas. É o que há. Longas rectas que não pensam.