Foi num 19 de dezembro como este que o pintor morreu

Sei disso e admiro o valor de quem arrisca couro e cabelo.
Mas é como se fosse na televisão.

Depois quando ouço o zeca, a morte ganha vida.

Comentário (nome, etc, é opcional)