2 thoughts on “Duvidas matinais”

  1. Isabel Pires

    Porque tens “de quem”, “pelo rabo de quem”, na segunda parte?
    Li várias vezes…

    Na expressão original era gata, e não gato. Será que alteraste por causa de interpretações deste tipo: “O feminino, neste caso, tem o objectivo de humilhar o impotente ou fraco a que se dirige a referência. Supõe-se que a gata é mais fraca, menos veloz e menos feroz em sua própria defesa do que o gato.”? Trouxe para aqui apenas como exemplo; não é interpretação minha.

    1. Porquê? Porque a minha cabecinha não tem cura, mas o rabo tem . Não ligues que não é para ligar 🙂

      Sei os ditados todos em mais ou menos. Dai que gata ou gato é só uma rosquinha no fim do O. Não é por aí que o gato (ou gata) vai ás filhoses.

Comentário (nome, etc, é opcional)