e por procurar protecção
não vivemos uma vida demasiado protegida?