David Mourão Ferreira

Mais do que um sonho: comoção!
Sinto-me tonto, enternecido,
quando, de noite, as minhas mãos
são o teu único vestido.


2 Comentários

  • Graça Pires

    Como esquecer o David? Que poeta fantástico ele era!
    Um beijo.

    • Luis

      Ainda é
      um beijo, Graça

Deixar uma resposta