Passei há pouco pela lista dos 15 maiores poemas de amor. Algo ali nos diz que maior é melhor e ninguém quer perder o melhor, certo?

Uma lista de bons poemas de amor tem menos piada. Poemas de amor que gosto, só tem o apelo de ser a verdade.

O primeiro poema da lista é vendido como “consegue descrever com precisão, em algumas linhas, como é estar apaixonado”. Perderam-me logo no “descrever com precisão” e depois as “algumas linhas” são 36 frases e muitas palavras. Mas acaba a fazer referência directa à melhor definição que jamais vi do que é estar apaixonado

 

 

amar é ter medo e querer morrer

7 comments on “

  • Isabel Pires says:

    mas é isto o amor:
    ver-te mesmo quando te não vejo

    o amor é esse contacto sem espaço

    Talvez seja a definição de amor, inserida em poemas, que primeiro me ocorre quando penso nesses termos. Pelo bom encaixe no que acontece.

  • Isabel Pires says:

    Ligado à tua escolha, que eu não desdenho.
    Passei pelo geninho e lembrei-me:

    “Aprendíamos a amar, aprendíamos
    a morrer”

  • Luis says:

    para mim naquelas três ou quatro palavras, está tudo o que tem de excessivo, de absurdo e de belo

  • Luis says:

    Hoje em conversa veio à baila (mea culpa :D) esta frase e acho que percebi o porquê desta frase não ter muitos amigos.

    Aliás, nem percebo como ainda não tinha percebido. Caraças, aquilo diz duas coisas: “ter medo” e “querer morrer” 😀

    Mas só diz isso quem não tem medo de morrer. Quem é imortal e invencivel, quem está enamorado.

    Como dizia o o lao zi, ser amado dá-nos força, amar dá-nos coragem.

    Ou como dizia a outra “amar-te, assim, perdidamente…é seres alma e sangue e vida em mim. E dizê-lo cantando a toda a gente!”
    E tem medo do que os outros vão pensar? Claro que não 🙂

    “ter medo e querer morrer” não é ter medo nem querer morrer, é ser mais forte que a morte, é estar mais vivo que a vida de quem vive.

    • Luis says:

      dizia o outro, Bendito seja eu por tudo o que não sei

      a malta quer saber, mas a piada está em não saber

Comentário (nome, etc, é opcional)