Abr 14

Contrários

Adoro o sol. Ir no carro, sentir o calor no corpo e a música a tocar, nunca falha. Próxima paragem paraíso ou assim.

Adoro a noite. O melhor de mim é à noite e o melhor das cidades é a noite. Gosto de vaguear por Lisboa, quando já não há nada.

A noite é o beijo na língua. É o universo que sempre procurei. À noite somos todos animais.

A noite é o sonho e pesadelo dos que dormem. A noite pertence a quem não volta.

[zoomsounds_player source=”/wp-content/plugins/fwduvp/content/music/Dotan – Home.mp3″ config=”tinta” artistname=”Dotan” songname=”Home” thumb=”https://www.effenaar.nl/uploads/article_rte_image/Dotan-web.jpg” play_target=”footer”]

5 thoughts on “Contrários”

        1. as partes de mim sinto-as em harmonia
          vivo é aquela utopia da harmonia com o que me rodeia, essa parte é muito mais complicada

Comentário (nome, etc, é opcional)