8 thoughts on “Ciclo de Kerbs”

  1. experimenta mudar de alimentação evitando as carnes vermelhas
    quanto ao ar que respiramos existem as tais pequenas partículas e contra isso batatas
    o fogo alastra e há quem diga que é fogo posto por alguém.
    eu acredito.
    há que saber viver como o fogo que nos consome!

    1. Não só acredito como tenho a certeza, se não fossem as pessoas e coisas que me inspiram, havia mais cinza que fogo

      As carnes vermelhas é que é pior. Há qualquer coisa no vermelho, o tal fogo que arde, o sangue que pulsa, o tinto que se bebe, e a carne que se come ?

  2. “Je suis Ma-dame, Paris, aussi”.
    Paris brûle!…
    Je aussi.
    Pour ci, pour ça.
    Vois-la!

    Lá vão, cinco centos millôes, com… e uns tostões.
    Mais do que ninguem, até hoje. Digam-o!

    A combustão, cientificamente diz-se, nada mais é do que um processo de oxidação.
    E eu, caro Luis, estou mais enferrujado do que nunca. Por toda parte.
    Por tanto, estar-ei também a arder?
    Um forte e cálido abraço.

    1. Bemsalgado, sei bem que tens sempre mais em combustão do que a oxidar.
      Brindemos que não vai ser na garrafa que a oxidação há-de começar.

      grande abraço que chegue daqui à Galiza

  3. É uma doença? Bons feriados e fim de semana. APascoa de nosso senhor o filho de deus ámen 🙂 Até depois se não quiseres ver o filme que te aconselho vivamente daqui a uns minutos. Dá trabalho. Take care, Luis

        1. iii caraças pois é, a Nossa Senhora, Maria a mãe de Jesus

          não apanho uma, esteve a minha mãezinha a educar este marmanjo para quê? 🙂

          (e as outras senhoras também, claro. sem ofensa pela omissão…)

Leave a Reply to Luis Cancel reply