Soturnos

que as paredes venham, o silêncio suba pelo corpo,
a noite inteira, centímetro a centímetro

Bruno Pernadas
Waltz
Bruno PernadasWaltz

amantecer

Tim Hardin
It will never happen again
Tim HardinIt will never happen again

em todas as noites me feres como um animal
a carne queimada junto ao coração

Meterologia

 

A tua meterologia é tão simples.
Se me sorris o sol brilha,
se não te vejo caem trovões.

Meu deus,
que escuros são os dias sem ti!

Quem

Quem inventou a dor ao fim de um dia de sal?

Quem te imaginou na minha cabeça?
Quem apagou a luz do céu?

 

 

Bernardo Sassetti
Reflexos
Bernardo SassettiReflexos

Um gajo que se dá

José Mário Branco
FMI
José Mário BrancoFMI

 

Esta (não sei como lhe chamar) toca-me duma maneira que não tem tamanho. Como se pode ser insensível a uma pessoa que se dá desta maneira? E no entanto a poucas pessoas falei nisto, porque sei que essas poucas pessoas nem ouviram até ao fim, por falta de interesse. E a mais não falo. Porque razão me hei-se massacrar mais? Se me quiser sentir de marte, vou para marte.

17 

INEM

Há quem diga que a chuva são lágrimas

Pessoalmente não acredito. O INEM não sairia de casa por tão pouco.
Não se fecha estradas ou interrompe o trânsito por um lamento.

No entanto, mesmo quando choras em silêncio, sinto o grito da terra.
E nesse momento o mundo acaba.

Dia

e outro, e outro, e outro, e mais outro. Ah máquinas infernais, parem esse matraquear de dias sem fim.
Parem esse morrer e nascer incessante de coisas velhas.

Cansaço

confesso que me canso

canso-me dos almoços e da falta de almoços
canso-me dos risos e da falta de riso
canso-me dos silêncios e da falta de silêncio

canso-me

até de me cansar

e quando

se diz e se diz numa ânsia sem conseguir parar como uma febre que nos avassala e trata mal como um calor que arrepia e não há nada e não há nada