Amor

Vem

 

Vem.

 

Vem comigo
Cansados de amor
entremos juntos pela noite
no silêncio de amantes

amor amor amor
repete comigo
as palavras que nos dão paz.

Tu és tu

Tu és tu em demasia
da mão despudoradamente nua
aos olhos que não vêem
e que levas nos meus.
18 

Amo-te

Amo-te com uma força que não tenho, com passos que não sei.
Amo-te com raiva.

Amo-te com desespero, com uma ternura louca.
Amo-te com imensidão.

Quero habitar

Quero habitar o teu corpo

entrar pelos olhos

demorar-me na língua

dormir no cabelo

 

 



She can make the birds and bees get down on their little knees, she can whisper to the breeze

teu

Quando não tiver já corpo
nem houver a quem o dar
ainda assim serei teu

Água

Nas tuas costas
desce a chuva
aos meus olhos molhados.

É pelos olhos que entra a água.

Esta noite

esta noite
senti o mar incendiar-se
nas tuas mãos

arderam os olhos
nas tuas mãos inteiras
enormes

esta noite no teu peito
inventei estrelas
que não conhecia

 

TU

enlouqueces-me maravilhas-me atrapalhas-me apaixonas-me cegas-me confundes-me. Tu inspiras-me.
Tu tu tu tu tu tu tu tu tu tu tu …..

Quero tanto de ti e tão próximo que anseio que fosses o ar, o chão, as paredes, tudo.

Que tudo o que tocasse fossem os teus braços. Que tudo o que sentisse fossem os teus lábios.

Como quando fecho os olhos e tudo o que não vejo és tu. Como quando não durmo e tudo o que sonho és tu.

Contigo não consigo respirar. Sem ti não consigo viver.

Quero estar tão dentro de ti que nem a luz do dia exista para mim. Quero abraçar-te tanto que todo o mundo colapse e desapareça num pequeno ponto entre os meus braços.

Toca-me com as tuas mãos. Faz-me desaparecer com a tua pele. Sufoca-me na tua língua. Arrasta-me pelo ar com o teu perfume. Mata-me de vez.

Odeio-te porque existes. Odeio-te porque não estás aqui. Amo-te tanto.

De repente tomo consciência da tua ausência e faz-se noite. Porque não me respondes quando te falo? Porque não te sinto quando estendo o braço? Porque te escondes?

TU
se fosses chuva, do céu só cairiam pérolas … E até o chão gritaria de prazer