quantos “diabos” aguentamos diáriamente por recearmos o que possa vir no seu lugar?