9 thoughts on “”

        1. Sei que não foi 🙂 mas por vezes acontece, vem-nos uma frase à cabeça que já foi dita

          Lembro-me da Mafalda Veiga dizer que verifica se a melodia que se lembrou, é original. Até porque no caso de ‘profissionais’ a questão da originalidade causa problemas.

          1. sim, pode ser complicado… há dias em que penso que, no fundo, tudo já foi dito… são só variações sobre os mesmos temas… mas esses são dias sombrios

            1. É inevitável, matemática elementar, as combinações não usadas vão acabar-se, e até lá vão-se tornando mais raras e esquisitas.
              A menos que se invente uma nova “matemática”, com um mundo inteiro de combinações por explorar. E na arte por vezes aparece quem faça isso.

              Mas sempre achei que a originalidade é sobrevalorizada. A originalidade vale sobretudo para o ego do “fui eu que fiz”
              Porque para quem aprecia uma obra conta pouco quem a fez, e se já foi feito antes ou não.

              Publiquei hoje um video. Não me lembro do nome do autor, e ele já fez vários muito parecidos. Em nada altera o que sinto ao ver o filme.

Comentário (nome, etc, é opcional)