Jun 2

Anne Briggs

[zoomsounds_player source=”/wp-content/plugins/fwduvp/content/music/Anne Briggs – Lowlands Away.mp3″ config=”tinta” artistname=”Anne Briggs” songname=”Lowlands Away” thumb=”https://2.bp.blogspot.com/-fdGxl9nudto/V9Ka1CO9VFI/AAAAAAAAAUQ/ET7-jer0owoI8bVI5tLD2DOH8KvLZ6s7ACLcB/s1600/anne%2Bbriggs.jpg” play_target=”footer”]

Esta é a história duma cantora que só queria cantar. Desde os anos 70 que recusa todas as editoras e propostas de concertos. Nunca procurou o sucesso ou a popularidade. Os filhos cresceram sem saber da carreira da mãe. No entanto é considerada das melhores e mais cristalinas vozes do folk.

Detestava cantar em edifícios, preferia andar pela estrada e cantar na rua ou em pubs. Fechava os olhos e cantava para dentro de si. Saiu de casa aos 17 anos para percorrer o país. Era um espírito livre. Amou, teve filhos, vivia em carrinhas e caravanas. O que não era convencional uma mulher fazer, ela ia e fazia. Um belo dia saltou dum rochedo para ir procurar focas. Dizem que bebia muito, e vivia muito. Eu gosto dela.

2 thoughts on “Anne Briggs”

Leave a Reply to Luis Cancel reply