na tua saliva
recolho alimento para morrer de ti