Ainda alguém acredita na “bondade” dos “servidores do estado” que coitados fazem um sacrificio tão grande em prejuízo das suas carreiras e vidas pessoais?

A EDP tem um novo assessor jurídico. Foi nomeado pelo ex-ministro António Mexia (actual presidente executivo da EDP). Vai ganhar cerca de 10.000 euros por mês.

Quem é esse tal novo assessor? Pedro Santana Lopes.

Quantos “cargos” destes se pode acumular? E quem o impede de não fazer pevide? Pois.

Nas próximas eleições não se esqueçam de ir lá pôr o papelinho para eleger esses senhores tão competentes e que se sacrificam para legislar e decidir em nosso nome.