Mais frases ao acordar: Se puderes vem buscar-me ao silêncio dos aflitos

7 comments on “

  • ai autorização para praguejar, ás vezes quando as palavras me falham só consigo dizer o que não consigo dizer com palavrões.
    Ou pelo menos desenrascam.

  • Suponho que queiras praguejar por causa do que escrevi… Sim? Não? Hum.. pode ser que o GPS acerte. 😀

    Pragueja, por mim estás à vontade.

  • Vontade de praguejar porque é dificil como o raio aprender o mundo, aprender a dizer palavras que sejam palavras.

    A maneira mais fácil é não aprender e não dizer.
    Seguir em frente até morrer. Ou já não interessar.

  • Não digas.

    E por que não hão de os silêncios dizer o que é preciso? E por que as palavras têm de ser mais verdade? E por que não se há de desenhar o mundo, e comunicar com fumo e gestos, e por que não se esquecem as palavras?

    E porque não se aprende o mundo só pelo olhar, mesmo sem entender, mesmo sem alcançar?

    E porque é que seguir em frente tem de ser mau, mesmo sozinho, mesmo em silêncio?

Comentário (nome, etc, é opcional)