(deixa que a sede me sustente)

sabes que na boca o teu nome não sabe ao teu nome

repito-o vezes sem conta
até que doa