É certo que podia ter nascido preto cego surdo mudo e paralítico no Djibuti.
E no entanto, às vezes até tenho a lata de reclamar.


6 Comentários

  • Luis Rodrigues

    das coisas que escreves, quantas vão ser lidas daqui a um mês, e daqui a um ano?

    os blogues, os facebookes são feitos para que tudo seja transitório, que haja um torvelinho de coisas sempre a aparecer

    o que escreves, tem um prazo de duração, o meu primeiro blogue (acho) chamava-se precisamente escrito na areia

    copiado dumas cronicas de jornal (salvo erro do Augusto Abelaira), que têm a duração de uma jornal, ler e deitar fora

    Assumindo isso como certo, há coisas que têm uma vida ainda mais curta, uns minutos. faço isso com frequência. E até agora não notei grande diferença.

    O chato dos comentários, é que fica lá uma cruzinha no lugar da campa. O que aguça a curiosidade 😉

  • Uma Rapariga Simples

    Guardo os meus textos e respetivos comentário em pdf. Depois leio, quando me quero lembrar onde já estive, metaforicamente falando.

    Não te preocupes, eu removo as cruzes. 🙂

  • Luis Rodrigues

    E ás vezes tenho uns vaipes, em que começo a disparatar. E dado que por mais que uma vez me fizeram ver que não era próprio quando se faz isso me 'casa' alheia, incluindo uma reposta 'desampara-me a loja', acabei por arrepiar caminho e não avacalhar demasiadamente o cantinho dos outros.

    Ou como no caso de hoje, avacalhar até me dar conta 😉

  • Uma Rapariga Simples

    Se houver um mínimo de “confiança” com o dono da casa alheia, não há problema nenhum. O pior é quando não há. lol O que não é o meu caso. 🙂

Deixar uma resposta