hoje escrevi dois quase poemas
que me morreram nas mãos


as mesmas mãos (lembras-te amor?)

como se pode viver assim?