6 Comentários

  • Uma Rapariga Simples

    Às vezes uma não tem a ver com a outra. Às vezes complementam-se.
    Dantes gostava de conduzir, agora faço-o porque preciso, já não me satisfaz assim tanto.
    Quando regressei às caminhadas, foi porque precisava. Agora gosto. Preciso porque gosto, gosto porque preciso.

    Também pode ser assim, não pode?

  • Luis Rodrigues

    Precisar é dependência

    Gostar está muito para além disso tudo

Deixar uma resposta