Não há má publicidade

Há quem critique persistentemente os maus da fita. O Trump, o Bolsonaro e agora está na moda um tal de Pardal.
Eles agradecem. Para um politico, tal como para a margarina, o pior que pode acontecer é não aparecer.
Querem matar o Pardal? Reduzam-no à sua insignificância. Se continuar a encher páginas de jornais e blogues, ainda acaba candidato a presidente.

Santa estupidez

A malta que dantes andava a pé ou de transportes públicos agora anda em transportes individuais movidos a electricidade.

41% da electricidade do mundo é gerada em centrais a carvão fóssil


Germany, Niederaussem, view to coal-fired power station

15% da electricidade é gerada em centrais nucleares e 20% pela queima de gás.
Moderninhos, ide-vos pendurar pelas unhas.

Sei que é Verão mas não mando na pura da minha cabeça, para além disso já estou a trabalhar e segunda tenho que ir para o perineu do mundo

Não é ilegal negar a um homem as condições mínimas para viver.


Mas quem queira morrer por não ter como viver, isso sim é ilegal.
Vêm os policias e tribunais a dizer que não se pode morrer. Tipo os amigos que não fodem nem deixam foder.

Antes ser cão.

Malta da Radar, chega de férias?

Radar

You shine a little love on my life
You shine a little love on my life
You shine a little love on my life and let me see
TSF

I’m not sleepy and there ain’t no place I’m goin’ to
Hey Mister Tambourine Man, play a song for me
In the jingle jangle morning, I’ll come followin’ you

Archie Shepp – Blasé

 

Voltava do trabalho já de noite nas camionetes da rodoviária. Lembro-me como se fosse hoje, de ouvir isto em cassetes no walkman a pilhas.