Comentário promovido a gente grande

Os meus vinte e cinco tostões sobre o eixo do mal e do bem.
Isso dos eixos é mais uma manobra da reação. Sabotagem, em resumo.
Há para aí uns maduros a teorizar que isto entrando nos eixos, seria o melhor dos mundos.

Orgasmos múltiplos diários a pedido. Distribuição pública de francesinhas. Apropriação coletiva da Empresa Portuguesa de Mojitos Livres. Drones individuais com sois incrustados. O porto a jogar como no tempo do Vilas Boas.
Enfim, uma cena fixe.

Se a sabotagem vencer e isto entrar nos eixos, vão ver que não têm graça nenhuma.

Passei há pouco pela lista dos 15 maiores poemas de amor. Algo ali nos diz que maior é melhor e ninguém quer perder o melhor, certo?

Uma lista de bons poemas de amor tem menos piada. Poemas de amor que gosto, só tem o apelo de ser a verdade.

O primeiro poema da lista é vendido como “consegue descrever com precisão, em algumas linhas, como é estar apaixonado”. Perderam-me logo no “descrever com precisão” e depois as “algumas linhas” são 36 frases e muitas palavras. Mas acaba a fazer referência directa à melhor definição que jamais vi do que é estar apaixonado

 

 

amar é ter medo e querer morrer