Enstranhar

De vez em quando acontece-me passar pelo mundo.
Ia lavar o carro, estava fora de serviço. Fui dar a volta para ir ao eixo norte sul, enganei-me na saída. Caraças caracitas.
Bom, já que aqui estou, vou ao colombo tratar duma cena que andava a adiar.

Entrei na twilight zone.
Quero jurar que mudaram tudo de sitio para me baralhar. O toy’r’us no lugar da aki, e a aki onde não devia estar.
A tentar orientar-me passo pelo que chamam exposição imersiva da Vieira da Silva. Coitada da senhora. Lá por estar morta e não lhe ser fácil desenterrar-se não era caso para lhe fazerem aquilo.

Depois a cereja no topo do bolo foi descobrir que um cabelo nos aproxima duma grande paixão.

oceano

NiobeNone but one

Renasci junto a um oceano branco

em braços de mar salgado

Chove...
Mas isso que importa!,
se estou aqui abrigado nesta porta
a ouvir na chuva que cai do céu
uma melodia de silêncio
que ninguém mais ouve
senão eu?

José Gomes FerreiraChove (Mário Viegas)

Chove...
Mas é do destino
de quem ama
ouvir um violino
até na lama

mais

fugaz

Tim HardinIt will never happen again

 

como é breve a boca, de lábio a lábio

Ordinary day


Perry BlakeOrdinary Day

 

encontro de dia e noite