Web Analytics

da cena dos afectos

Desde que nasci até que saí de casa dos pais, não me lembro de um único beijo da minha mãe. Abraços lembro-me de um, em circunstâncias muito especiais.
De resto lembro-me da minha mãe a cozinhar, a lavar, a limpar, a esfregar e ocasionalmente a gritar. Não me lembro de nenhuma palmada.

O meu pai ia a casa para comer, dormir e ver televisão. Sabia da nossa existência e o nosso nome, mas se lhe perguntassemn em que ano estavamos, não sabia responder.

Direito a herrar

Convivo mal com o erro, com a ideia de fazer algo mal. Em cada minima coisa tento semper fazer o melhor que posso. O que é uma grande burrice. Ninguém consegue nem ninguém aguenta.

Meter na cabeça que há coisas que não valem a pena o esforço. Improvisar e fazer de qualquer maneira e o que sair saiu. Que se lixe.
Um dia hei-de conseguri fazer as coisas mal, bem! 🙂