• 11 Dez 2012

    A pior palavra da língua portuguesa é o quase

    quando se tem, tem
    quando não se tem, paciência
    quando se está quase… opá!!

     

     

     

     

     

     

  •  

     

     

     

     

     

  • 15 Dez 2012

    Passei na Fnac e vi no top de vendas
    um livro chamado ‘O Miúdo que Pregava Pregos numa Tábua’.

    Isto é um tipo de titulo que está sempre a aparecer. Se algum dia escrevesse um livro, ia chamar-se ‘O homem que se levantou e tinha comichão na sola do pé e coçou’.

     

     

     

     

     

     

  •  

     

     

     

     

     

  •  

     

     

     

     

     

  • 17 Dez 2012

    Ouvido hoje na rádio: Há quem sonhe com coisas que aconteceram, e explicam porquê. Eu sonho com coisas que nunca acontecerão e pergunto, porque não?

     

     

     

     

     

     

  •  

     

     

     

     

     

  • 27 Dez 2012

    Amén

    os telejornais são feitos a mando de anormais, por anormais, para anormais, a bem da normalidade

    Por falar em normalidade, a norma é oferecer prendas que vão para a prateleira. Ou porque quem oferece escolhe inconscientemente as coisas que ela própria gosta, ou porque não faz a mínima ideia do que a outra pessoa gosta, ou porque não se está para se chatear a escolher e oferece a mesma coisa a toda a gente.

     

     

     

     

     

     

  •  

     

     

     

     

     

  •