web analytics
  • 06 Jun 2012

    Ode ao Vinho

    Quais são as regras de uma ode? Uma palavra pode ser uma ode? O que é uma ode? Para que serve uma ode? Que raio de nome, não é? Ode. Quem dá os nomes às coisas? E porque têm as coisas que ter nomes? E porque têm que ser? Será que são? E aonde? Donde vêm estas moléculas maradas que compõem as coisas? E porque se juntam assim, desta forma estranhamente com sentido? Ou é a nossa necessidade de ordenar as coisas que nos leva a ver um sentido onde não há? Sinto? Pinto? Não.