Ordinary day

reouvido agora mesmo na rádio. porque que é que a vida é mais suave dentro das canções?

badabadaba

Perry BlakeOrdinary Day

 

Já que tenho a letra ali em cima, achei por bem pôr a música também…

Sono

O manequim da rua dos fanqueiros foi eleito com 50,59% dos votos. Foi???

A percentagem é calculada com base nos votantes em candidados. Para além dos nulos e abstenção, excluem os votos em branco!!! Se houver um candidato que vote em si mesmo, e o resto da população não votar porque o acha um banana, esse candidato é eleito com 100% dos votos, i.e. um voto.

Ou seja os votos são considerados, desde que digam sim, gosto deste sistema, destes candidatos. Se o voto for para dizer não, é ignorado. Pode-se ter "voz" desde que seja a "correcta". O tal manequim, considerando todos os votantes nem foi eleito, teve 49,66%. E dos inscritos teve 31,09%. Retumbante, de facto.

Nota lateral: Sóares de frase feita para encher o ouvido: Vencido é quem desiste de lutar. Então, quem é levado ao colo por um partido, e depois tem menos de um terço dos votos desse mesmo partido, conseguindo ainda pelo caminho virar as costas a um companheiro de décadas, é o quê?

PS. Juro que tentei não falar nesta treta, a que, sinceramente, não liguei quase nada, mas não consegui...

Divagações sobre a cintura

Já repararam na importância da cintura?

Estava eu a almoçar quando de repente reparei, num grupo que se afastava. A roupa divide-se pela cintura. Uma peça de roupa para baixo da cintura e outra para cima da cintura. Que mania, hein? A divisão tem que ser metade para cada lado? Porque carga de água? E se hoje me apetecer 30 por cento por cima e 70 para baixo? Estou farto desta ditadura da cintura.

Será para permitir o jogo de anca? Será para mostrar os umbigos sexy? Sinceramente não sei. Se calhar a culpa é de algum imperador romano ou de um austrolopitecos mais calhau.

E no entanto é uma linha semi-convencionada, imaginada. Onde é a cintura? Um pouco mais abaixo, um pouco mais acima... na realidade nem existe. É algures naquela área entre o umbigo e os intrumentos procriadores.

Uma coisa eu sei, amanhã vou escolher um polo bué da comprido que me dê pelos joelhos e calço umas meias de gola alta! Se tiver frio nos joelhos, faço de conta que é o umbigo.

Jorge Palma

Não abdico de um momento de prazer genuíno, daqueles que eu digo: "Pá, estes momentos não se repetem!" É verdade. Quando se tenta repetir a festa, um momento ideal, um momento favorito, não se consegue. Pode-se ter a mesma mesa, os mesmo candelabros, a mesma música, a mesma pessoa, mas não se repete. Porque há momentos mágicos. E o que eu tenho procurado na vida são esses momentos mágicos.

E é possível viver num mundo assim?

https://web.amnesty.org/library/Index/ENGAMR512072005?open&of=ENG-USA (em inglês)

https://web.amnesty.org/library/index/eslAMR512072005?open&of=esl-usa (em espanhol)

Há milhares e milhares e milhares de casos assim. E que nos interessa?

Se fosse eu, se fosse a minha filha, a minha mãe, um grande amigo, andaria desesperado. Assim é uma noticia de jornal. Nada mais.