Mar 26

a necessidade de ser visto é das mais universais
a invisibilidade é das coisas piores que há, logo a seguir a estar quase a morrer e ser benfiquista

compreendo que sozinhos somos nada. as redes sociais explicam-se assim.
é a missa de domingo dos tempos modernos. veste-se a melhor roupinha e lá vamos nós à procura dos likes

só não quero compreender os que dizem escrever pela necessidade de escrever
e pulam de rede em rede consoante o vento que sopra. fiquei a pensar porque razão esta pose me desagrada mais que outras
o freud explicará

6 thoughts on “”

  1. não batas mais no ceguinho.
    as redes sociais têm as costas largas
    o pior são as pessoas e os comentadores televisivos
    os comentadores batem nas redes sociais
    e nem o Freud perceberia
    se os jornalistas vão copiar as news às redes sociais
    (como dizem os comentadores encartados)
    ou é tudo uma cambada de bestas ou há qualquer coisa
    de interesse nas tais redes sociais
    copiar notícias sem dizer as fontes
    já vi muita coisa em certos sites da tal rede social
    que por obra do espirito santo veio a confirmar-se
    cerca de um ano mais tarde
    certinho direitinho
    chamam-lhes teorias da conspiração

    1. as redes sociais parecem inventadas por portugueses
      sabe-se que a gente gosta de cascas me tudo o que é português, que fazemos tudo pior que os vizinhos
      só há uma coisa que dá mais gosto me bater, é nas redes sociais 🙂 toda a gente lhes desanca

Comentário (nome, etc, é opcional)