Para quê o absurdo num mundo racional?

Para quê a razão num mundo absurdo?

Comentário (nome, etc, é opcional)