não quero ser livre
quero ser cativo de amores
preso a paixões e tormentas tamanhas

não quero ter ideias
só a paz de ver o mar
e as coisas mudas a sorrir para mim

não quero ser contente
quero a raiva de todo o mal