Deus recebeu-me nos seus braços.

Pode haver pessoas a quem isto soe bem. A mim nem um bocadinho. Estar nos braços dum gajo? Lamento, mas não. O gajo entusiasma-se e depois como é?

Por vezes ouço reclamar que deus não devia ser representado sempre como branco. É muito mais raro ouvir reclamar que deus podia ser mulher.
Ó mulheres deste país, não vos faz confusão ter um gaijo omnipotente por aí?

Reparem no pormenor:

Deusa recebeu-me nos seus braços.

Soa-me estranho, sem ser a deusa ou uma deusa. Deusa imaterial e impessoal não existe. Por mim tudo bem, prefiro a deusa material e pessoal.