2 thoughts on “”

  1. Isabel Pires

    Lembrei-me disto:
    “Enquanto se dá um nome ao sofrimento e um rosto àquilo que nos fere, estamos ao abrigo da loucura.”, da Agustina.

    1. tudo o que é grande é maior que as palavras que usamos para as definir
      por outro lado põem-nos os pés no chão e lá está ao abrigo da loucura

      já que estamos no lembrar, do zé gomes:

      Quero voar
      -mas saem da lama
      garras de chão
      que me prendem os tornozelos.

Comentário (nome, etc, é opcional)