Não me apetece nada, acho-me desconfortável por estar quieto mas achar-me-ia mais desconfortável se me movesse. Fico assim sentado, a olhar em frente, sem desejos, sem vontades, oco. Nem sequer estou triste. Apenas passividade e indiferença.

preciso de ti rocha

 

passado e futuro
existem na medida em que alimentam o presente
esse momento fugidio

 

a raspar o fundo às esplanadas

Nina SimoneSinnerman

 

Oh, Sinnerman, where you gonna run to?

Opiniões fazem falta, boas ou más, certas ou erradas, que não sejam repetições.
Dizer que a vida está cara, por mais certo que esteja, não muda nada.

Vinha no carro a ouvir um escritor que se dizia de sucesso, e que no entanto confundia extremismo com intolerância. Que as pessoas se têm que respeitar, etc. e tal.
Quem tem ideias extremistas e radicais pode ser muito tolerante. Acho até que ser tolerante implica ser radical. A norma aceite é censurar, calar e proibir tudo o que é "falso" e tudo o que é "extremista".

Quando se tem 4 anos e se canta para o teto
é porquê?

Quando se tem 18 anos e se canta para o teto
é porquê?

Quando se tem 40 anos e se canta para o teto
é porquê?

Quando se tem 90 anos e se canta para o teto
é porquê?

Quando se está morto e se canta para o teto
é porquê?

Estava a almoçar e ao fundo uma miudinha, em bicos de pés cantava a plenos pulmões para o teto, não tirava de lá os olhos
o que irá na cabeça duma criança quase bébé para fazer com que se levante da mesa e queira cantar para um pedaço de contraplacado?

para o geninho

poesia não se faz de palavras esdrúxulas
beleza não é obra de engenharia nem cozinhado exótico

É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.

https://www.escritas.org/pt/eugenio-de-andrade