Stabat Mater Opus 58

A vida é para se morder

ou será chupar?


10 Comentários

  • Inconfessável

    O vídeo está boqueado, mas conheço a obra.

    A vida é para morder com paixão, raiva, amor, tristeza e lágrimas, com alegria e risos.
    A vida é para morder como se não houvesse amanhã.

    • Luis

      Luis

      Que porra!, vou resolver já isso, porque o video é hilariante e dá outro sentido à coisa
      please volta cá mais logo 🙂

    • Luis

      Luis

      Agora respondendo

      A verdade é que não há mesmo amanhã, é aproveitar cada coisa

  • Isabel Pires

    (Vi o vídeo noutra máquina e nesta não dá. Por isso, talvez tenha que ver com o pc em que se esteja.)

    A vida é para tudo enquanto campo de possibilidade, não sendo para nada em particular.
    A vida vai-se fazendo com um bocado de acaso, outro bocado de foco no que se gostaria. O que cabe a cada bocado diverge ao longo do tempo, conforme as circunstâncias, as coordenadas de outros, o que mudamos.

    Nas palavras, é bonito apanhar que a vida é para morder, trincar, aproveitar… Mas o que vejo e sinto é que a realidade é outra coisa. É muito de tratar e resolver coisas e pouco de aproveitar. Às vezes pelo cansaço da persistência em se querer aproveitar.

    Às vezes trinca-se; outras vezes, morde-se… aproveita-se… como se queira chamar. É bonito dizer-se isto e soa bem ao ouvido este lado de intensidade, brilhante, sempre com força transformadora. Mas é apenas uma parte.
    Percebe-se à volta e sinto muito que as vidas também se fazem bastante do ficar parado pelo cansaço, do deixar correr, do desistir, de folgas de investimento, de indiferença, de dúvidas… um lado que não se diz por ser associado ao negativo.

    (Gosto mais de ver com esta mudança para preto e cinza escuro, embora ainda gostasse mais da penúltima versão, com a página toda negra e sem aqueles apêndices à volta de popular posts, etiquetas, etc., até julgo que tinha outro tipo de letra.)

    • Luis

      Luis

      As tretas do lado direito, só estão no “single post view” porque por enquanto não tenho outro sitio para pôr
      Obrigado 🙂

  • Maria Papoila

    Eu quero ver o vídeo. Ainda não vi. Mas fora do contexto do vídeo, acho que há momentos para morder e para chupar e babar.

    • Luis

      Luis

      como dizia o velhinho Pete Seeger
      To every thing there is a season, and a time to every purpose under the heaven

      Republiquei o pedacinho no yutubi, por enquanto não está bloqueado, vamos a ver se se aguenta

      • Isabel Pires

        Agora dá para ver em todas as máquinas, pelo menos nas minhas. Antes, apenas não dava numa delas, na do trabalho, e até julguei que tinha que ver com alguma daquelas restrições ‘normais’.

      • Maria Papoila

        Adoiiiiro a música.
        Não sei se a o vídeo é particularmente interessante.
        Se a vida tivesse banda sonora, esta seria uma das músicas a “tocar-me” no momento.

        • Luis

          Luis

          Isto é do Taking off. O Milos Forman tem muitos filmes com e sobre música, desconfio que deve ser queda dele.
          Neste ainda junta humor, é bem bom.

Deixe um comentário