só sei que hoje é amanhã, que os rios correm (estarão sempre atrasados?) para o mar e outras merdas assim, de resto não sei mesmo. Não sei. Não me perguntem nada. Não sei, não quero saber. Só quero esquecer ou desnascer como diria o zé mário.

 

 

 


One Comment

  • Nan

    o atraso não será nosso que, na corrida, paramos para nos contemplarmos?
    fazer de amanhã um eterno hoje (ou vice-versa), não será defeito da nossa clepsidra sensorial?

    e porque existe o tempo?
    e porque fazemos perguntas?

    também não sei…

Deixar uma resposta