Se acreditasse no poder do voto sobre o poder do pensamento se calhar até votava

como não não acredito nunca votei em partidos. prefiro gente inteira

Isto a propósito do medina me meter um nojo maior que os outros. porque tenho que atravessar as merdas dele no dia a dia. Mas lá está, meto a segunda de pensamento e reduzo-o à insignificância que merece.


6 Comentários

  • Isabel Pires

    Também deixei de votar há uma série de anos.
    Quando digo isto, costumo ouvir: “É por causa disso e de outros como tu, que isto está assim”.
    Ainda não me chegou a vontade de engolir a culpa.

    • Luis

      Luis

      Curioso, posso dizer o mesmo sobre quem vota
      “É por causa disso e de outros como tu, que isto está assim”.

  • Inconfessável

    Voto quando penso, aquele não pela minha saúde. Voto no mal menor.
    Outras vezes é tudo tão, mas tão mau que não voto.
    Mas lixa-me não votar, por ser do tempo em que não se podia votar.

    • Luis

      Luis

      Dantes não se podia, agora pensa-se que se vota
      A verdadeira liberdade não é a que se fala por aí, é aquela maluca de que falava o Jorge Palma

  • Maria Papoila

    Eu voto sempre. Nem que seja anulado.
    Não faço diferença alguma, eu sei. Mas considero que é a minha pequeníssima participação na política e assumo como minha essa responsabilidade.
    Mas pensar em políticos em particular irrita-me, lá isso é verdade.

    • Luis

      Luis

      Compreendo bem que te irrite pensar nos politicos, acontece-me o mesmo. Politica é corrupção, é jogo de interesses, é ter o poder a qualquer preço.

      Sendo assim o que não percebo é que aches a tua contribuição para isso como uma coisa boa.

Deixe um comentário